Cidades em um novo começo

Enchentes: o que fazer se o carro for atingido?

Enchentes acompanham o verão no Brasil.

A época é marcada por tempestades que acabam, muitas vezes, causando essas enchentes. E além de ser perigoso para o motorista do veículo, enfrentar um alagamento também é muito prejudicial para o carro.

Caso você seja surpreendido por uma enchente e não tenha possibilidade de desvios, a LeasePlan, líder mundial no setor de car as a service, separou algumas dicas. Confira!

  1. Deixe o motor desligado

Por mais que a água tenha abaixado, não dê partida no veículo. Isso porque, se a água entrou na câmara de combustão e você acionar o motor, a biela pode empenar. Nesse caso, vai ser necessário a retífica do motor, procedimento que pode custar de 5 a 20 mil reais!

  1. Veja o filtro de ar e o filtro de óleo

Assim que estiver em um local seguro e livre da enchente, verifique se o filtro de ar está úmido ou se há água no compartimento. Caso esteja, chame imediatamente o reboque. Quando estiver na oficina e o filtro de ar for trocado, peça para trocar o filtro de óleo. Isso porque se o filtro de ar foi atingido, o óleo do motor também foi danificado.

  1. Atenção aos componentes elétricos

Depois de enfrentar uma enchente, o ideal é que seja feita a troca de todo o chicote elétrico, já que a água pode oxidar toda a fiação – e causar grandes problemas no futuro.

  1. Retire os bancos encharcados e o assoalho

Não se esqueça de fazer uma limpeza completa nos bancos, passando um pano úmido, depois sabão neutro e retirando o excesso da espuma com outro pano úmido. Deixe o banco secando no sol e, só depois, coloque-os de volta no carro. Também é preciso dar atenção ao assoalho, que se ficar úmido, vai perder a capacidade de isolamento acústico e até virar foco de mofo. Por isso, retire todo o feltro antirruído, passe um pano úmido no “chão do carro” com xampu biodegradável neutro e depois, coloque um feltro novo.

  1. Seque as borrachas

Retire todas as borrachas das dobradiças das portas, passe um pano úmido na lataria e nas junções das peças, espere secar e, aí sim, recoloque todas as vedações. Assim, você evita a oxidação da carroceria.

  1. Evite o mofo no cinto de segurança

Para que o cinto de segurança não fique com mau cheiro ou com mofo, não se esqueça de puxar as tiras e passar um pano úmido. Também é importante deixá-los afivelados enquanto secam.

Dúvida: o seguro do carro cobre enchentes?

Se a sua apólice tiver cobertura para causas naturais, sim! Porém, se você decidir encarar um trecho alagado por conta própria, você pode perder esse direito. Então, nada de arriscar passar com o carro por uma região alagada. Além do risco de perder a vida, há também o risco de não ter seu bem material ressarcido.

Marco Antonio Portugal

Mestre em Gestão da Inovação e Engenheiro Civil pelo Centro Universitário da FEI, com MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV, MBA Executivo em Administração pelo Ibmec e MBA em Administração pelo Centro Universitário da FEI, possui mais de 25 anos de experiência no setor de Construção Civil, sendo 19 deles em uma das dez maiores empresas do setor no Brasil, onde atuou como responsável por projetos de desenvolvimento estratégico, além da posição como gestor de Custos e Controle e de outras áreas. Professor do MBA em gestão de projetos da BBS Angola desde 2019. Possui certificação como Project Management Professional – PMP® pelo Project Management Institute – PMI. Autor dos livros; Bússola de Gestão para a Construção Civil e Como Gerenciar Projetos de Construção Civil.

VEJA TODOS OS POSTS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Boletim informativo

Receba atualizações com nossas novidades